www.lojaliondor.com.br


Lion d'Or - Peças Técnicas - EPDM - ESPUMAS E BORRACHAS

BORRACHA E ESPUMA DE EPDM

EPDM - Etileno-Propileno-Dieno - BORRACHA E ESPUMA DE EPDM

BORRACHA E ESPUMA DE EPDM
LENÇÓIS, PLACAS, FITAS ADESIVADAS E PEÇAS TÉCNICAS

Elastômeros à base de EPDM, com durezas e espessuras variadas constituem-se em excelentes materiais para uso em juntas de vedação, calços de apoio, guarnições, arruelas e demais situações onde sejam requeridas altas resistências ao intemperismo, compressão, abrasão, ozônio, ácidos diluídos, álcalis diluídos, salmoura, óleos e graxas.

Com as espumas aeradas de EPDM são obtidos perfis com características técnicas especiais para vedação de portas, tampas e demais usos com necessidade de baixa DPC. Os materiais podem ser fornecidos com acabamento auto-adesivo.


BORRACHA DE EPDM - CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS

A borracha de (EPDM), muito utilizada atualmente, pertence ao grupo genérico das “borrachas de etileno-propileno”, grupo que engloba duas variedades de borrachas: os copolímeros e os terpolímeros.

Lençol de Borracha EPDM 50+/-5 SH.A
Aplicações: vedações leves, calços leves constantemente úmidos, na presença de sais, ácidos e álcalis.
Características: muito boa resistência à compressão, à abrasão, intempéries e ozônio. Boa resistência a absorção de impactos. Resistente a temperaturas entre -30° e 100°C.
Disponível na cor preta.

Lençol de Borracha EPDM 60+/-5 SH.A- Preto
Aplicações: juntas de vedação, calços e mantas de proteção para ambientes úmidos, na presença de sais, ácidos e álcalis.
Características: muito boa resistência à compressão, rasgo e impacto. Resistente a temperaturas entre -20° e 100°C.

Lençol de Borracha EPDM 60+/-5 SH.A- Bege
Aplicações: vedações tipo guarnições, cortinas, em contato com umidade, sal, ácidos e álcalis.
Características: muito boa resistência à compressão, e excelente resistência a abrasão. Resistente a temperaturas entre -20° e 100°C.

Lençol de Borracha EPDM 65+/-5 SH.A
Aplicações: vedações, guarnições e divisórias com exposição a intempéries e ozônio.
Características: produto estruturado com lonas. Muito boa resistência à abrasão e flexão, excelente resistência a sais e ambientes corrosivos. Resistente a temperaturas entre -20° e 80°C.
Disponível na cor preta.

Lençol de Borracha EPDM 70+/-5 SH.A Preta
Aplicações: juntas de vedação, calços de apoio, guarnições e arruelas. Propicia ampla gama de utilização.
Características: excelente resistência à compressão, a ozônio, intempéries, ácido clorídrico diluído, álcalis diluídos e salmoura. Resistente a temperaturas entre -40° e 120°C.

Lençol de Borracha EPDM 70+/-5 SH.A Bege
Aplicações: vedações tipo guarnição, junta de vedação, calços de apoio e cortinas. Indicado também para uso em contato com ambientes constantemente úmidos, na presença de sais (cloretos, sulfatos, carbonatos) com PH entre 04 e 12 e expostos constantemente a intempéries.
Características: excelente resistência a intempéries, ozônio, álcalis e ácidos. Excelente resistência à compressão e muito boa resistência a abrasão. Resistente a temperaturas entre -20° e 100°C.

Lençol de Borracha EPDM 80+/-5 SH.A
Aplicações: juntas de vedação, calços de apoio, guarnições e arruelas. Indicado para uso em barreiras de contenção de vazamento de combustíveis em transbordos marítimo (com reforço de lona/rasgo) e junta de acoplamento da secção tubular da torre de geradores de energia eólica, onde a tensão na ruptura (MPA) exige valores muito elevados (conforme imagens).
Características: excelente resistência a ácidos, álcalis diluídos e salmoura. Resistente a temperaturas entre -15° e 125°C. Disponível na cor preta.

Os copolímeros são geralmente referidos como borrachas “EPM”, em que as letras “E” e “P” significam respectivamente, etileno e propileno, enquanto que a letra “M” significa que a borracha tem uma cadeia saturada do tipo polimetileno (-(CH2)x-). O EPM, outrora designado por APK ou EPR, é portanto uma borracha obtida através da copolimerização do etileno e do propileno. Tem elevado peso molecular, é amorfa e saturada e, por ser saturada, só pode ser vulcanizada com peróxidos orgânicos [1][2][3][4][5]. À temperatura ambiente, o polietileno é um plastómero cristalino, mas aquecendo-o, ele passa através de uma fase “elastomérica”. Se interferirmos na cristalização do polietileno, ou seja, se incorporarmos na cadeia do polímero elementos que impeçam a cristalização, a temperatura de fusão e a fase elastomérica podem ser reduzidas para valores inferiores à temperatura ambiente. Estes materiais amorfos e vulcanizáveis são os EPMs, sendo completamente amorfos e não auto-reforçantes aqueles que possuem entre 45 a 60% de etileno. Se o conteúdo em etileno for da ordem de 70 a 80%, os polímeros contêm longas sequências de etileno, que são particularmente cristalinas, sendo por isso referidos como graus “sequential” e o seu comportamento em processamento difere muito do apresentado pelos polímeros amorfos.

Uma vez que a vulcanização da borracha de EPM com peróxido, a única posível, apresenta algumas desvantagens, foi desenvolvida a reacção do etileno-propileno com um dieno para ser possível a vulcanização com enxofre e aceleradores convencionais. O produto da polimerização assim obtido é, como já referido, o EPDM, terpolímero composto por três unidades de monómeros: etileno, propileno e dieno.

Nos terpolímeros, usualmente referidos como borracha de “EPDM”, as letras “E”, “P” e “M” têm o mesmo significado que anteriormente referido, designando a letra “D” o terceiro monómero, um dieno, que introduz insaturação na cadeia. Os EPDMs são, portanto, EPMs insaturados.

PROPRIEDADES DO EPDM
As propriedades dos vulcanizados de EPDM dependem do tipo de EPDM usado e do sistema de vulcanização empregue, seja ele baseado em enxofre ou peróxido. Em geral têm boa resistência ao calor e ao envelhecimento, boa resistência a baixa temperatura e à luz solar, boa elasticidade, bom poder isolante, excelente resistência ao ozono e à intempérie e boa resistência a alguns agentes químicos. A resistência à deformação por compressão é bastante melhorada se usarmos a vulcanização por peróxido, sucedendo o mesmo com a resistência ao calor para temperaturas na ordem dos 130°C - 150°C.

No que diz respeito à resistência química, destacamos a resistência à água quente e ao vapor, ao líquido de travões à base de glicol, a muitos ácidos orgânicos e inorgânicos diluídos, a soluções salinas, ao óleo de silicone e a soluções de carbonato de cálcio e de carbonato de potássio. Todavia o EPDM não é resistente aos hidrocarbonetos alifáticos, aromáticos e clorados.

APLICAÇÕES
O EPDM é usado na indústria automóvel (tubos, cablagens, mangueiras para radiadores, perfis para vedação de vidros e de portas), na indústria de caixilharia e em muitas outras utilizações onde o fundamental seja uma boa resistência ao ozono e à intempérie. Outras aplicações típicas onde o EPDM é muito usado são: membranas de borracha para telhados, distribuição de água potável (quente e/ou fria), paredes laterais de pneus, vedantes diversos, cabos, “dock fenders”, correias transportadoras, coberturas de rolos e isoladores.

ESPUMAS DE EPDM - CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS

Cores: Preto e branco (outras cores sob consulta)
Espessuras: Laminadas a partir de 2 mm até 40 mm

O produto se mantém estável por 01 ano, sob temperatura ambiente, em local seco e arejado.

Placa de Espuma de EPDM 140
Densidade: 140 Kg/m³ +/- 20
Shore00: 30 +/- 10
Dimensional: 2100x1000 +/- 100
Temperatura de Trabalho: -20º +90º

Shore00: 40 +/- 10
Dimensional: 2200x1100 +/- 50
Temperatura de Trabalho: -20º +70º (4 horas a 70º )

Shore00: 60 +/- 10
Dimensional: 2400x1150 +/- 20
Temperatura de Trabalho: -20º +70º

Placa de Espuma de EPDM 230

Densidade: 230 Kg/m³ +/- 20
Shore00: 50 +/- 10
Dimensional: 1600x800 +/- 50
Temperatura de Trabalho: -20º +70º (4 horas a 70º )

Placa de Espuma de EPDM 120
Densidade: 120 Kg/m³ +/- 20
Shore00: 45 +/- 10
Dimensional: 2400x1150
Temperatura de Trabalho: -20º +70º

Shore00: 55 +/- 10
Dimensional: 1950x1000
Temperatura de Trabalho: -20º +70º

Shore00: : 65 +/- 10
Dimensional: 2000x1000 +/- 50
Temperatura de Trabalho: -20º +70º ( 4 horas a 70º )

Shore00: 65 +/- 10
Dimensional: 2350x1100 +/- 50
Temperatura de Trabalho: -20º +70º


Placa de Espuma de EPDM 350
Densidade: 350 Kg/m³ +/- 20
Shore00: 80 +/- 10
Dimensional: 1450x700 +/- 50
Temperatura de Trabalho: -20º +70º

Placa de Espuma de EPDM 130
Densidade: 130 Kg/m³ +/- 20
Shore00: 40 +/- 10
Dimensional: 2350x1100 +/- 50
Temperatura de Trabalho: -20º +90º


BORRACHA DE EPDM - ESPECIFICAÇÕES:

Borracha EPDM 50+/-5 SH.A
Aplicações: vedações leves, calços leves constantemente úmidos, na presença de sais, ácidos e álcalis.
Características: muito boa resistência à compressão, à abrasão, intempéries e ozônio. Boa resistência a absorção de impactos. Resistente a temperaturas entre -30° e 100°C.
Disponível na cor preta.

Borracha EPDM 60+/-5 SH.A- Preto
Aplicações: juntas de vedação, calços e mantas de proteção para ambientes úmidos, na presença de sais, ácidos e álcalis.
Características: muito boa resistência à compressão, rasgo e impacto. Resistente a temperaturas entre -20° e 100°C.

Borracha EPDM 60+/-5 SH.A- Bege
Aplicações: vedações tipo guarnições, cortinas, em contato com umidade, sal, ácidos e álcalis.
Características: muito boa resistência à compressão, e excelente resistência a abrasão. Resistente a temperaturas entre -20° e 100°C.

Borracha EPDM 65+/-5 SH.A
Aplicações: vedações, guarnições e divisórias com exposição a intempéries e ozônio.
Características: produto estruturado com lonas. Muito boa resistência à abrasão e flexão, excelente resistência a sais e ambientes corrosivos. Resistente a temperaturas entre -20° e 80°C.
Disponível na cor preta.

Borracha EPDM 70+/-5 SH.A Preta
Aplicações: juntas de vedação, calços de apoio, guarnições e arruelas. Propicia ampla gama de utilização.
Características: excelente resistência à compressão, a ozônio, intempéries, ácido clorídrico diluído, álcalis diluídos e salmoura. Resistente a temperaturas entre -40° e 120°C.

Borracha EPDM 70+/-5 SH.A Bege
Aplicações: vedações tipo guarnição, junta de vedação, calços de apoio e cortinas. Indicado também para uso em contato com ambientes constantemente úmidos, na presença de sais (cloretos, sulfatos, carbonatos) com PH entre 04 e 12 e expostos constantemente a intempéries.
Características: excelente resistência a intempéries, ozônio, álcalis e ácidos. Excelente resistência à compressão e muito boa resistência a abrasão. Resistente a temperaturas entre -20° e 100°C.

Borracha EPDM 80+/-5 SH.A
Aplicações: juntas de vedação, calços de apoio, guarnições e arruelas. Indicado para uso em barreiras de contenção de vazamento de combustíveis em transbordos marítimo (com reforço de lona/rasgo) e junta de acoplamento da secção tubular da torre de geradores de energia eólica, onde a tensão na ruptura (MPA) exige valores muito elevados (conforme imagens).
Características: excelente resistência a ácidos, álcalis diluídos e salmoura. Resistente a temperaturas entre -15° e 125°C.
Disponível na cor preta.


COMO COMPRAR
PEÇAS TÉCNICAS E MATÉRIAS PRIMAS PARA INDÚSTRIA E SERVIÇOS

Entrar em contato pelo telefone: (11) 3931-7023
ou e-mail: liondor@liondor.com.br

No caso de peças, solicitar orçamento com base em um projeto inicial. Após aprovação uma amostra será produzida.
Aprovar a amostra e confirmar o valor total correspondente aos produtos e às quantidades solicitadas.
Para placas inteiras, confirmar formato da placa, cor, espessura, densidade e valor.

Solicitar informação sobre formas de pagamento: Depósito Bancário, Boleto a vista ou faturado, Cartão de Crédito

Liberação do Material:
Imediata (transferência on line, depósito direto no caixa ou Cartão de Crédito).
Liberação 24 horas para depósito em caixa eletrônico.

Liondor Produtos Especiais - Rua Ribeiro de Morais, 403
(11) 3931-7023 - Freguesia do Ó - São Paulo - SP
CEP 02731-030


Menu principal